Pingo Doce não apoia touradas

Partilha:

“O Pingo Doce não apoia esta iniciativa, bem como não apoia outras iniciativas da mesma natureza”.

“Intermarché” não se recusa a patrocinar touradas.

A conceituada marca de supermercados “Pingo Doce” surgiu como um dos patrocinadores de uma tourada a realizar no dia 29 de julho na localidade de Foz do Sizandro, no concelho de Torres Vedras. A Plataforma Basta e milhares de consumidores indignados com o patrocínio da marca a um evento polémico, que implica maus tratos a animais e que não é consensual na sociedade portuguesa, contactaram o serviço de apoio ao cliente do Pingo Doce, solicitando esclarecimentos acerca do patrocínio e questionando a marca acerca do apoio à realização de touradas em Portugal.

O Pingo Doce não apoia esta iniciativa, bem como não apoia outras iniciativas da mesma natureza

Hoje, 27 de julho de 2017, o Serviço de Apoio ao Cliente Pingo Doce emitiu um comunicado esclarecendo a polémica, referindo que “o departamento responsável avaliou a questão que nos colocou, e esclarece que a presença da marca Pingo Doce na publicidade a uma corrida de touros na Foz do Sizandro, no dia 29 de Julho, é indevida”. Significa que o logotipo da marca foi abusivamente utilizado na publicidade à tourada, criando profunda indignação junto dos consumidores. O Pingo Doce faz questão ainda de referir que “o Pingo Doce não apoia esta iniciativa, bem como não apoia outras iniciativas da mesma natureza” e informa que foram tomadas internamente as devidas diligências para apurar este lapso.

A plataforma Basta saúda a posição assumida pela marca e o esclarecimento prestado à plataforma e consumidores. No mesmo cartaz é possível ver o patrocínio de outra marca de supermercados – Intermarché – que contactada pela Plataforma Basta de Touradas, se recusa a dissociar-se do apoio à tauromaquia, assumindo que são “sensíveis às questões que a tradição tauromáquica suscita” e delegando as políticas de responsabilidade social nos agentes locais: “a exploração de cada ponto de venda é da responsabilidade do seu administrador que é autónomo nos apoios que decide prestar à localidade onde a sua loja está implantada”, situação que lamentamos.

A utilização abusiva e indevida de marcas conceituadas na promoção de touradas é, infelizmente frequente, e já levou várias empresas e instituições a esclarecer publicamente o uso indevido da sua imagem e a assumir que não apoiam a realização de touradas em Portugal. Recentemente as marcas Riberalves, Heineken, Liga Portuguesa contra o Cancro, IPO, Oliveira da Serra, Minipreço, Licor Beirão, Bosch, entre outras, esclareceram a plataforma Basta que a sua marca foi indevidamente associada às touradas e que não apoiam este tipo de eventos.

Corrida de touros na Foz do Sizandro
Cartaz de Corrida de Touros na Foz do Sizandro.

Partilha:

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.