Evento tauromáquico provoca 45 feridos em Vila Franca de Xira

Partilha este artigo. Ajuda a sensibilizar:

Esperas de gado mobilizaram 175 elementos, apoiados por 62 viaturas de emergência.

Um dos feridos encontra-se em estado muito grave, perfurado na garganta.

Vila Franca de Xira – As esperas de gado realizadas em Vila Franca de Xira no passado fim de semana no âmbito das festas do Colete Encarnado, provocaram este ano 45 feridos, um dos quais em estado muito grave devido a uma perfuração na garganta.

As esperas de gado mobilizaram uma impressionante quantidade de meios, entre os quais 2 equipas médicas, várias corporações de bombeiros e socorristas num total de 175 elementos, apoiados por 62 viaturas. Os meios mobilizados para esta atividade tauromáquica demonstram bem o seu grau de violência e risco, mas apesar disso, continua a não existir legislação em Portugal que impeça a participação e assistência de crianças a este tipo de eventos.

Recorde-se que este ano, na madrugada de 21 de maio, um jovem de apenas 15 anos morreu numa largada de touros na Moita.

As esperas de gado são promovidas e financiadas pela autarquia de Vila Franca de Xira, mas ninguém assume a responsabilidade pelos acidentes ocorridos neste tipo de eventos violentos.

Os custos elevados para o erário público e a ocorrência de um grande número de acidentes com feridos e mortos nas largadas de touros e esperas de gado, levaram recentemente o Presidente da Junta de Freguesia de Azambuja a admitir a exclusão deste tipo de festejo tauromáquico das festas de setembro que se realizam naquela localidade ribatejana.

A junta de freguesia, liderada por André Salema (do PS) referiu à imprensa local1 que o atual modelo das festas será abandonado dando lugar a um novo certame, mais cultural e virado para as artes com o nome de “Azambuja Cultfest”.

1. www.jornalvalorlocal.com/festas-da-freguesia-de-azambuja-sem-largadas-de-toiros.html

Espera de gado em Vila Franca de Xira
Espera de gado em Vila Franca de Xira