Criança portuguesa mata novilho depois de desmaiar

  • Criança sentiu-se mal durante a lide e perdeu os sentidos;
  • Recuperou e voltou à arena para lidar e matar um novilho;
  • No final, a criança foi internada num Hospital mexicano;
  • Plataforma Basta de Touradas denúncia episódio à Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens e ao Ministério Público.
Momento em que a criança mata o novilho (21/11/2020)

Uma criança portuguesa, de apenas 13 anos, participou no passado dia 21 de novembro de 2020 num Festival Tauromáquico realizado numa herdade privada do Ganadeiro Pedro Moreno no México.

A criança viajou de Portugal para o México para atuar neste evento, tendo lidado novilhos com cerca de 300 kg, em pontas, tendo inclusivé matado um deles conforme se pode ver nas imagens que foram publicadas na imprensa tauromáquica portuguesa.

A criança, que frequentou as escolas de toureio de Vila Franca de Xira e da Moita, onde continua a ter aulas, sentiu-se mal antes do Festival, tendo mesmo assim toureado.

Segundo as notícias publicadas na imprensa tauromáquica, a criança voltou a sentir-se mal durante a lide, tendo mesmo desmaiado, mas decidiu continuar com a atuação tendo sido transportado para um Hospital no final.

Tendo em conta estes factos de extrema gravidade, torna-se evidente que foi colocada em risco a saúde, integridade física e a própria vida desta criança, e apesar do evento ter acontecido no estrangeiro, a Plataforma Basta de Touradas entendeu denunciar o caso à Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens e ao Ministério Público para que apure responsabilidades pelo sucedido.

Este caso revela uma realidade obscura que persiste na nossa sociedade que consiste na insensibilização de crianças para a violência e a crueldade das touradas. Situações deste tipo ocorrem todos os anos em várias herdades privadas portugueses onde crianças das escolas de toureio praticam a lide de reses bravas em demonstrações de toureio e aulas práticas à margem da lei.

A Plataforma Basta de Touradas exige que a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens interceda junto dos responsáveis pelas cerca de 4 escolas de toureio ativas em Portugal (Vila Franca de Xira, Moita, Azambuja e Santarém) bem como junto dos grupos de forcados infantis e juvenis garantindo que nenhuma criança com idade inferior a 18 anos integre estes grupos e participe em treinos ou aulas práticas e que o Governo atualize a classificação etária dos espetáculos tauromáquicos e garanta que nenhuma criança ou jovem participe em eventos tauromáquicos, conforme está previsto e já foi assumido pelo Governo e em conformidade com o que está estabelecido na Convenção dos Direitos da Criança subscrita pelo nosso país.

Recorde-se que em 27 de setembro de 2019 o Comité dos Direitos da Criança foi muito claro ao advertir Portugal para que “estabeleça a idade mínima para participação e assistência em touradas e largadas de touros, inclusive em escolas de toureio, em 18 anos, sem exceção, e sensibilize os funcionários do Estado, a imprensa e a população em geral sobre efeitos negativos nas crianças, inclusive como espectadores, da violência associada às touradas e largadas.”

Além deste organismo das Nações Unidas também a Amnistia Internacional e a Ordem dos Psicólogos Portugueses já se manifestaram publicamente contra a exposição das crianças à violência das touradas, bem como distintos pediatras, de que é exemplo o Dr. Mário Cordeiro que referiu recentemente que “está mais do que provado que o visionamento de touradas por crianças, ou a participação das crianças em touradas, tem um efeito negativo na maioria delas”.

A notícia foi analisada pelo Polígrafo e validada como “verdadeira“.

Fontes:

https://farpasblogue.blogspot.com/2020/11/triunfo-e-algum-dramatismo-no-debute-de.html

https://infocul.pt/cultura/fenomeno-tomas-bastos-deslumbra-no-mexico

www.touroeouro.com/article/view/22010/jovem-bezerrista-portugues-e-sensacao-no-mexico-com-fotos-e-video

Avaliação do Polígrafo:

https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/crianca-portuguesa-de-13-anos-toureou-novilhos-no-mexico-mesmo-depois-de-ter-desmaiado-na-praca-de-touros

Comentários

comentários