Assine a petição

Share Button

Queremos chegar às 100.000 assinaturas. Assine e partilhe p.f.

Contra a classificação da tauromaquia como Património Cultural Imaterial de Portugal

Petição dirigida a:
Direção Geral do Património
Comissão Nacional da UNESCO

CONTRA A CLASSIFICAÇÃO DA TAUROMAQUIA COMO PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL.

Os cidadãos abaixo-assinados manifestam a sua oposição à classificação de qualquer actividade tauromáquica (touradas, forcados, etc.) como Património Cultural Imaterial de Portugal.

Consideramos que a violência contra pessoas ou animais não pode ser promovida nem incentivada num país civilizado, e que as touradas são uma prática que, apesar de manter raízes em algumas regiões do nosso território, incluem episódios de grande violência tendo como vítimas os touros, os cavalos e as crianças que são expostas a este tipo de violência.

Considerando ainda que:

1). As touradas são um espectáculo violento que provoca vítimas mortais e acidentes de grande violência com dezenas de feridos, e por vezes mortos, todos os anos;

2). As touradas foram incluídas no último relatório de avaliação do cumprimento da Convenção dos Direitos da Criança das Nações Unidas, no capítulo "violência contra crianças";

3). As touradas incluem sangue verdadeiro, atos de violência e maus tratos a animais;

4). A nossa sociedade tem evoluído na sentido da erradicação da violência e da crueldade com os animais;

5). As touradas são uma tradição enraizada apenas em algumas regiões específicas, minoritárias, do território e são cada vez mais os municípios e cidadãos que as contestam;

6). As touradas não são aceites internacionalmente e não contribuem para a imagem do nosso país no estrangeiro;

Apelamos aos decisores políticos do nosso país que não incluam as touradas e/ou qualquer vertente da tauromaquia na lista de Património Cultural Imaterial de Portugal.

Os subscritores,

**your signature**

41,921 signatures

Partilhe com os seus amigos:

   

Sabias que…

A indústria das touradas recebeu uma verba de 200.000 € do Orçamento Participativo para realizar estudos para a inclusão das touradas na lista de Património Cultural Imaterial de Portugal?

As associações de defesa da tauromaquia de Portugal e Espanha estão desenvolver uma estratégia comum que tem por objetivo a classificação das touradas como Património Cultural Imaterial da Humanidade, como forma de impedir a abolição destes espectáculos?

É fundamental que a voz dos milhares de cidadãos que não concordam com esta classificação seja escutada. Por isso apelamos que assinem a petição e a divulguem junto de familiares e amigos.

Esta campanha da plataforma Basta de Touradas, tem por objetivo afirmar junto do poder político, da Direção Geral do Património e da Comissão Nacional da UNESCO, a opinião de uma esmagadora maioria dos cidadãos portugueses que não concordam com a inclusão das touradas (ou qualquer vertente da tauromaquia) na lista de Património Cultural e Imaterial de Portugal e/ou na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

A indústria das touradas, anunciou publicamente que tem por objetivo a obtenção destas duas classificações, pelo que é muito importante que as instituições que têm o poder de decidir se as touradas são ou não classificadas como Património Cultural Imaterial escutem a opinião dos cidadãos portugueses.

Como atuar?

Assine a petição com o seu nome, e-mail e número de cartão de cidadão.
Partilhe esta campanha com os seus familiares e amigos/as.

Obrigado.

Share Button

Comentários

comentários

  55 comments for “Assine a petição

  1. Anónimo
    03/08/2019 at 20:07

    Done

  2. Filomena santos
    03/08/2019 at 22:39

    Crueldade.

  3. Filipe
    03/08/2019 at 22:40

    As touradas são resquícios de barbárie na sociedade moderna e os aficionados são genes recessivos a eliminar, há que evoluir e acabar com ambos o mais rapidamente possível a bem da evolução da humanidade no sentido positivo.

  4. Maria João Martinho
    03/08/2019 at 23:14

    Que não mais se torturem os animais serem sensíveis, inocentes que precisam ser defendidos de actos bárbaros e de todo o tipo de maus tratos.

  5. Carlos António de Amaral .eceiros
    03/08/2019 at 23:58

    Basta de manifestações primárias

  6. Cristina Ávila
    04/08/2019 at 00:22

    Ontem já era tarde!!!

  7. Jorge
    04/08/2019 at 05:53

    Que as touradas sejam classificadas para nunca acabarem.
    Viva as touradas
    Viva a tradição
    Viva a cultura portuguesa

  8. Sandra
    04/08/2019 at 06:19

    Quem se diverte com a tortura e sofrimento dos animais, faz disso uma festa e no fim ainda acha que é arte, não tem ética, valores ou princípios!

  9. Maria
    04/08/2019 at 06:22

    O abuso de animais não é cultura é desconhecimento e/ou falta de empatia, muito menos será arte. O património aqui é negativo, é ignorância e insensibilidade.

  10. Teresa Brito
    04/08/2019 at 11:25

    Espetáculo bárbaro, de tortura e sangue, morte e sofrimento de pessoas e animais, resquícios dos sacrifícios nas arenas romanas e de práticas medievais cruéis nunca pode ser considerado cultural e muito menos património. Seria uma vergonha para a nossa sociedade, uma herança de violência e insensibilidade. Património Cultural entendo como algo que enobrece e orgulha uma Nação, um bom exemplo para as gerações vindouras, algo a preservar como um tesouro de valor imensurável, onde não se pode encaixar de maneira nenhuma, uma prática sádica e ,macabra como a tauromaquia. Se queremos um mundo melhor, sem violência e mais justo, temos que cultivar no coração dos jovens a paz e a bondade e não a maldade e crueldade!

  11. Nuno
    04/08/2019 at 12:37

    Desde quando um costume atrasado e bárbaro no Alentejo e no Ribatejo é património de Portugal ou representa a sua cultura ? O resto do país tem é vergonha disso !

  12. Anónimo
    04/08/2019 at 17:21

    Deprimente, cruel e vergonhoso. É obrigatório acabar com esta nojeira a qual alguns insistem em chamar “arte”.

  13. Maria Martins
    04/08/2019 at 17:25

    Deprimente, cruel e vergonhoso. É obrigatório acabar com esta nojeira à qual alguns insistem em chamar “arte”.

  14. Isabel Paiva
    04/08/2019 at 18:11

    Pensei que Arte e Cultura, era algo bonito, que ensina e que devia dar a orgulho ao país e aos portugueses.
    Fazer maldades, horrores aos animais é ignóbil e um GRANDE INSULTO à Arte e Cultura.

  15. Anónimo
    04/08/2019 at 22:39

    Não concordo com esta crueldade!!
    Odeio quem apoia as touradas.

  16. Anónimo
    04/08/2019 at 22:43

    Natália Koch!!
    Não tenho email.Tenho telefone : 937530771
    Porto Portugal.

  17. Anónimo
    05/08/2019 at 11:44

    Está feito . Por favor não deixem que esta barbariedade seja considerada património cultural imaterial.

  18. FILOMENA DE JESUS RODRIGUES
    05/08/2019 at 16:44

    ACABEM COM AS TOURADAS, ESPECTÁCULO SANGUINÁRIO E REPUGNANTE ONDE SÓ PESSOAS CRUÉIS SE DIVERTEM, UMAS TORTURANDO E OUTRAS ASSISTINDO Á TORTURA DE ANIMAIS, ACABARAM COM OS ANIMAIS NOS CIRCOS DIZENDO QUE ELES SOFRIAM, SERÁ QUE ESSE SOFRIMENTO SE COMPARA AQUELE QUE O TOURO É SUJEITO ?? NÃO NÃO É. FAZEM LEIS PARA CASTIGAR QUEM MALTRATA ANIMAIS, E DEIXAM QUE ESTE BÁRBARO ESPECTÁCULO CONTINUE, SEJAM COERENTES E DEFENDAM TODOS OS ANIMAIS- NÃO DEIXANDO DE FORA OS TOUROS E OS CAVALOS, ABAIXO AS TOURADAS , FIM Á TORTURA DE ANIMAIS.

  19. Luis Filipe
    05/08/2019 at 18:06

    Inaceitável! Gastar o dinheiro público que tanta falta faz para a área da saúde, educação, numa barbárie cruel sanguinária a que chamam tourada, equivalente a práticas como as arenas romanas, o lançamento de cristãos aos leões, os sacrifícios maias. Se tourada é “cultura e tradição” então também o são as barbáries referidas a escravatura e muitas outras aberrações! Há um lobi sinistro, minoritário, infiltrado em vários antros, como a inútil RTP que usa e abusa dos dinheiros públicos na maior impunidade! A tourada, indústria da chacina para satisfazer uma minoria de psicopatas dementes, que afeta gravemente a personalidade das crianças e jovens! Até os países ditos do 3º mundo estão a rejeitar essa prática. Até Espanha, que era o antro principal dessa barbárie está a proibi-la e a rejeita-la, já nauseados com tanta barbárie! Portugal, para além da crueldade abjeta, mancha a sua imagem Internacional quando a maioria dos ditos representantes dos cidadãos de forma retrógrada e sinistra são cúmplices da tourada, contra a qual estão a maioria dos portugueses!

  20. Anónimo
    05/08/2019 at 19:10

    Stop this madness now!
    CHEGA!

  21. Cristina Rodrigues
    06/08/2019 at 08:35

    As pessoas que se divertem com o sofrimento dos outros, quer seja uma pessoa ou um animal, tem uma grave perturbação psiquiátrica. A sociedade não pode permitir que existam certas atividades, para porem em prática a sua crueldade. Quem gosta de tourada, gosta de tortura.
    Vamos antes investir em atividades saudáveis e promotoras de sentimentos positivos e bondosos, que sejam objeto de orgulho dos Portugueses.

  22. Aires da Costa
    06/08/2019 at 09:34

    Viva a festa brava

  23. Ana Koehler
    06/08/2019 at 15:33

    Done

  24. Ana Brito
    06/08/2019 at 17:59

    Assinado .As pessoas que se divertem com o sofrimento de outras pessoas ou animais tem graves perturbações do foro psiquiátrico.
    Contra a crueldade sempre .

  25. 06/08/2019 at 19:02

    Acabar de uma vez por todas com as touradas.

  26. Alberto João
    07/08/2019 at 13:43

    O dinheiro público deve ser gasto conforme a maioria considere adequado.
    Não é por alguns não gostarem de alguma coisa que se tem que acabar com ela.
    Gostaria que este sites tivessem hipótese de alguém que não concorde com a petição que o diga de igual forma.

  27. Anónimo
    07/08/2019 at 20:02

    Não delego em ninguém, em nenhum político que diga e vote Sim por mim para esta barbaridade. NÃO Às Touradas. A minha cor política é a defesa dos direitos das pessoas, dos animais e do Planeta.

  28. Ana
    08/08/2019 at 17:03

    Leões a comerem pessoas vivas em arenas também era tradição na roma antiga, assim como enforcar pessoas em praças públicas, e porque eram seres humanos os torturados é agora considerado uma barbaridade. Quem apoia as touradas acredita na superioridade de certos seres em relação a outros, ideais de Hitler já agora.

  29. Isabel Pedro
    09/08/2019 at 09:24

    A tradição não pode servir para celebrar a barbárie. Abaixo todas as práticas violentas dos poderosos sobre os que não têm poder. E parem de falar em nome de todos: eu e inúmeras pessoas somos CONTRA AS TOURADAS.

  30. Carolina
    09/08/2019 at 10:23

    Para aquelas pessoas que dizem que isto é cultura… desde quando maltratar um animal é cultura?? É desumano o que fazem aos touros e aos cavalos. Isto precisa mesmo de parar

  31. Sandra Barbosa
    09/08/2019 at 12:56

    Enquanto cidadã portuguesa e verdadeiramente orgulhosa da minha nacionalidade, não me revejo em NADA nesta barbárie. Ao longo dos seculos, tauromaquia sempre foi um assunto fraturante na nossa sociedade portanto não pode ser vista como identitária. Por sua vez, a Corrida à Portuguesa, aquilo que se quer elevar a Património Cultural Imaterial, apenas existe desde 1904, logo, algo que existe há pouco mais de um século, não pode sequer ser visto como tradição de um país que tem mais 800 anos de história.
    Esta candidatura é VERGONHOSA.

  32. Hugo
    09/08/2019 at 17:07

    Em defesa da festa brava, sempre.

  33. Carolina G
    10/08/2019 at 00:19

    Na Roma antiga também era usada a morte de pessoas e animais nas arenas , para deleite de pessoas sadicas e maldosas! Era também considerado cultura e tradição!
    Hoje em dia, tal ato é considerado bárbaro e arcaico, isto porque as gerações, a sociedade e as mentalidades evoluíram!
    Mas se pensarmos bem, o que diferencia os “espetáculos” de morte a sangue frio nas arenas de Roma antiga, para os ditos “espetáculos” de Tourada do Portugal atual?
    Caros políticos, é imperativo evoluir!
    A cultura e as tradições também exigem evolução e mudança, ao fim e ao cabo, já ninguém usa os cavalos como meio de transporte próprio, da mesma forma que ninguém utiliza latrinas para fazer as suas necessidades!
    O que diferencia as gerações são a evolução e a mudança e as gerações futuras estão cada vez mais a se opor a este custume! Apostem no futuro porque apenas esse pode ser alterado, o que está feito, feito está, ninguém altera o passado, mas o futuro, esse sim pode ser escrito como bem entendermos!
    #basta #fimastouradas

  34. Ana Mateus
    10/08/2019 at 11:35

    A tauromaquia consiste numa atividade que promove a tortura deliberada de animais, chamam a isto património? Por favor ganhem vergonha e não desvirtuem a nossa língua que é complexa é certo mas quando bem utilizada é muito esclarecedora. Património nacional é algo que orgulha uma nação, e isso não se prende de todo com a tortura de animais em praça pública! ISSO É EGOÍSMO E CRUELDADADE! ponham se na pele daqueles animais e vejam se gostavam de estar ali. Se nem isso vos fizer pôr a mão na consciência é porque provavelmente não a têm. Por favor se têm pedras no lugar do coração pelo menos não digam que a tortura animal é património nacional que isso só me faz sentir vergonha de ser portuguesa.

  35. João
    10/08/2019 at 13:37

    As leis têm uma hierarquia: se uma lei tiver uma parte com uma interpretação dúbia que for abrangida por um preceito constitucional, é este que prevalece. A mesma coisa com a hierarquia ética das touradas: antes de mais, são uma selvajaria! Podem ser muito estéticas para alguns, mas antes dE mais são uma selvajaria. Podem dar de comer a muita (na realidade pouca, mas de grande gordura económica) gente, mas antes de mais, são uma selvajaria.

    AS TOURADAS, ANTES DE MAIS NADA, SÃO UMA SELVAJARIA!

  36. maria ferreira
    10/08/2019 at 15:54

    Sabem o que é o sistema nervoso de um mamífero? Gozam com o sofrimento de um animal em nome da mestria de lhe espetar uns ferros engalanados e de fazer “dançar”o cavalo o qual tb sofreu ao ser preparado para o espetáculo…

  37. Anónimo
    11/08/2019 at 20:54

    Vitor Martins

    Não é Arte nem Cultura
    É Tortura

  38. Arlinda Pinto
    12/08/2019 at 08:52

    Só assistiria a uma tourada se o touro tivesse a supremacia! Acho as touradas absolutamente bárbaras e uma luta desigual e nada digna de um ser humano bem formado.

  39. asdsad
    12/08/2019 at 20:59

    “/>alert(1);

  40. Rita Terrinca
    17/08/2019 at 21:00

    Vergonha o apoio do estado à tortura animal. Basta

  41. Anónimo
    17/08/2019 at 23:10

    Viva as touradas viva a festa brava

  42. Elsa
    18/08/2019 at 11:59

    Por muito que haja quem aprecie esta atividade, é inegável o sofrimento e abuso dos touros e dos cavalos. Mesmo assim querer continuar com esta prática é puro egoísmo, falta de compaixão, abuso de poder e desrespeito que se demonstra sobre os animais e sobre tantas pessoas que têm maior sensibilidade.
    Nada justifica violência sobre um outro ser, sobretudo para diversão.
    É simplesmente perverso.
    Eu adoro fogo de artifício, mas assim que percebi que imensos animais fogem com medo e alguns chegam a sofrer acidentes e até morrer de ataque de coração, prescindo do fogo sem hesitar. Não vou ignorar o impacto nos outros só para ficar eu satisfeita.
    Vivemos em comunidade, tem de haver respeito e sensatez, de forma a haver paz e harmonia.
    Continua-se a ‘perder’ tanto tempo com coisas que não fazem sentido nenhum (ainda) existir, quando nos podíamos concentrar em coisas realmente positivas e produtivas que nos acrescentam….
    De uma vez por todas, acabem com as touradas e todas as atividades do género!
    Obrigada!

  43. Megui
    19/08/2019 at 11:04

    Uma vergonha para qualquer cidadão estas práticas em que os animais indefesos são submetidos aos caprichos de pessoas que se divertem perante o sofrimento. Digo NÃO a toda e qualquer acção de tortura quer sejam humanos ou animais

  44. Ana Sousa
    21/08/2019 at 22:50

    O que é que motiva alguém a acordar de manhã e querer ir ver um filme de terror ao vivo? Alguém me consegue explicar esta tradição ainda estar viva nos tempos de hoje? Já não precisamos disto! Para ver filmes de terror basta ligar a Netflix e com efeitos especiais podem ver sangue e sofrimento!
    Eu percebo a vossa cena toureiros (não pagam iva- maravilha!)
    Mas chegou a geração informada e orientada!
    Chegou para dizer que BASTA!

  45. Josefa de Lima (josefa das dores)
    31/08/2019 at 18:43

    “A indústria das touradas, anunciou publicamente que tem por objetivo a obtenção destas duas classificações, pelo que é muito importante que as instituições que têm o poder de decidir se as touradas são ou não classificadas como Património Cultural Imaterial escutem a opinião dos cidadãos portugueses.”

    Escutem a minha opinião: SOU CONTRA A CLASSIFICAÇÃO DA TAUROMAQUIA COMO PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIA, pelos motivos aqui sobejamente expostos. SOU CONTRA OS MAUS TRATOS PRATCADOS EM TODOS OS ANIMAIS.

  46. Cristina
    02/09/2019 at 12:38

    Também (assinado).

    Em pequena a minha avó achou que um dia em família seria melhor passado numa tourada. Nós crianças com menos de 10 anos.

    Fui assim levada a testemunhar esta “tradição”.

    Recordo-me claramente de um momento, daqueles em que o tempo e espaço parece parar. O touro, cheio de estacas cravadas sob a pele, causando-lhe um sofrimento indescritível, olhou-me directamente nos olhos.

    Senti que perguntava: porquê?

    Mesmo ao escrever sobre isto senti a dor no meu peito da minha incapacidade de fazer algo para ajudar.

    Aqui, temos uma oportunidade!

    Queremos um mundo com paz, compaixão e amor para a humanidade – e no entanto defendemos “diversão” com o sofrimento de outro ser. Não perceberão que estamos todos conectados?

    “Tradições” são rituais passados que repetimos sem questionar.

    É fundamental que sejam substituidos por novas histórias e rituais, paralelos aos novos desejos da humanidade.

    Muita paz, amor e alegria

  47. Maria Helena Staufacar Correia
    03/09/2019 at 19:37

    Sou brasileira e entendo que os compatriotas de Portugal me permitam me expressar CONTRA a crueldade praticada contra qualquer ser indefeso .Aqui no Brasil os ignorantes querem ver aprovada a VAQUEJADA onde seres INUMANOS se divertem com o esquartejamento de bovinos VIVOS a exemplo do que os japoneses fazem com as baleias. Ser Humano ou INUMANO ? Nosso planeta merece maior respeito com a natureza e os nossos amigos considerados animais. Sou grata pela liberdade de expressar meus sentimentos queridos amigos de Portugal

  48. Anónimo
    22/09/2019 at 22:36

    Não é espetáculo. É barbárie.

  49. gabriel dos santos costa
    23/09/2019 at 14:08

    francamente, nao sei se este meu comentario tera lugar em tanta hipocrisia e estupidez, onde acaba o direito de expressao e nao so, pois todos nos temos direito de opiniao, salvo para as minorias tendenciosas, eu diria que a estupides acaba quando a intelegencia tolera.

  50. 23/09/2019 at 14:20

    DESCULPEM! reparem que nao sou tao mal educado como os senhores(as) nos tratam nos que nascemos com uma EDUCACAO taurina, reparem, eu digo (resparem) porque nao e dado a mairoia de todos os intelegentes, permitam-me duvidar, o que a palavra significa para vos, que subescrevem os comentarios acima citados.E PENA QUE UMA MINORIA SE QUEIRA IMPOR A UMA MAIORIA, ja que se julgam intelegentes, chama-se antidemocracia .

  51. Anónimo
    01/10/2019 at 10:04

    A tortura aos animais não é património de nada nem cultura de ninguém a não ser de gente bárbara, sem sentimentos e sem qualquer tipo de respeito pelos animais e pelas pessoas.

  52. Ana Sofia Gomes
    01/10/2019 at 23:08

    Que lástima!

  53. Belmiro
    03/10/2019 at 23:08

    Concordo plenamente e acho que se devem acabar com a matança das formigas, das cobras, das toupeiras, das melgas, dos caracóis, dos sapos, das moscas… Estes animais também sofrem e muito antes de morrer!

  54. Maria Arminda Matos Nunes
    10/10/2019 at 23:14

    Por falar em tradições, porque é que não retornam ao “Direito de Pernada ou jus primae noctis”? Também era uma tradição Medieval…

  55. Manuela Camacho
    29/10/2019 at 19:10

    Não suporto essa brutalidade e barbaridade,Sou contra as touradas acabem com essa tortura, a quem não se sabe defender são todos uns cobardes e mal formados, atacarem animais indefesos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.