Tourada em Salvaterra de Magos faz 11 feridos, 4 deles em estado grave

Partilha este artigo. Ajuda a sensibilizar:

A tauromaquia continua a deixar um rasto de violência e sangue em Portugal.

Numa corrida de touros realizada em Salvaterra de Magos, no passado dia 22 de julho, onze forcados ficaram feridos e tiveram que ser assistidos pelos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos que se encontravam a prestar serviço na praça de touros.

forcado ferido
Um dos forcados feridos em Salvaterra de Magos (foto: noticiasdosorraia.sapo.pt)

Quatro dos feridos tiveram que ser transportados para o Hospital de Santarém devido a vários tipos de lesões traumáticas. O caso mais grave acabou por ter que ser transferido para o Hospital de São José, em Lisboa, mas segundo informação avançada pelo Correio da Manhã, não corre perigo de vida.

O elevado número de feridos nesta tourada obrigou os Bombeiros a solicitar o reforço de meios na Praça de Touros de Salvaterra de Magos.

Além dos Bombeiros, também esteve de serviço no local uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital Distrital de Santarém.

A legislação (Regulamento do Espetáculo Tauromáquico) também obriga à existência em cada corrida de touros de um posto de socorros, devidamente equipado para assistência aos artistas tauromáquicos, de acordo com a tabela anexa ao Decreto-Lei 89/2014 de 11 de junho, bem como à presença de “uma equipa de reanimação constituída por um médico, preferencialmente da área de traumatologia ou ortopedia, e um enfermeiro, ambos com formação e experiência em Suporte Avançado de Vida no Trauma“.

Desconhecemos se estava presente o médico e o enfermeiro no local, sendo este um dos critérios para a realização do espetáculo, competindo ao Diretor de Corrida (nomeado pela IGAC) fazer esta verificação.


Fontes: