IPO de Lisboa nega envolvimento em evento tauromáquico

Partilha este artigo. Ajuda a sensibilizar:

Evento ilegal foi anunciado com o nome do IPO de Lisboa associado.

Instituição desconhecia o evento e afirma que não colabora com a iniciativa.

Este evento tauromáquico viola o Regulamento Tauromáquico e não foi autorizado pela IGAC.

Cartaz de Concurso de Pegas a favor do IPO de Lisboa
Cartaz de Concurso de Pegas a favor do IPO de Lisboa

Foi anunciado pela imprensa taurina um espetáculo tauromáquico na praça de touros da Barquinha com o objetivo de angariar fundos para o Instituto Português de Oncologia de Lisboa (I.P.O.), com o slogan “o aficionado é solidário e a festa brava sabe ajudar”.

O evento, designado “Concurso de Pegas“, inclui a lide de reses bravas e a participação de diversos grupos de forcados, não tendo sido autorizado pela Inspeção Geral das Atividades Culturais (I.G.A.C.). Esta estranha situação, que envolve uma instituição de grande prestígio em Portugal (I.P.O.), motivou a indignação de muitos cidadãos, e um pedido de esclarecimento enviado pela plataforma Basta ao Presidente do Conselho de Administração do I.P.O. de Lisboa.

O I.P.O. contactou esta tarde a plataforma Basta, esclarecendo que não tinha conhecimento da realização deste evento, garantindo que não tem qualquer tipo de ligação ou protocolo com os promotores do evento tauromáquico anunciado para o próximo dia 26.

Confirma-se assim que, mais uma vez, a indústria tauromáquica utiliza de forma abusiva o nome de instituições para a realização de eventos tauromáquicos designados de “solidários”.

O caso em apreço será denunciado às autoridades competentes na matéria.