Pingo Doce não apoia nem vende bilhetes para touradas

Pingo Doce não apoia nem vende bilhetes para touradas
Share Button

pingo doce touradas bastaA cadeia de supermercados Pingo Doce respondeu aos milhares de pedidos de esclarecimento e indignação pela publicidade a duas touradas em Vila Franca de Xira onde era anunciada a venda de bilhetes no Pingo Doce.

A Plataforma Basta contactou a marca no sentido de obter esclarecimentos acerca da informação que estava a ser difundida através da publicidade a duas touradas previstas para a praça de touros de Vila Franca de Xira, promovidas pelo empresário Paulo Pessoa de Carvalho (Presidente da Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos), nos dias 1 e 2 de julho de 2017.

O Serviço de Apoio ao Cliente do Pingo Doce esclareceu que não vende bilhetes para touradas e que o nome da empresa foi indevidamente associado aos eventos tauromáquicos.

O Pingo Doce informou ainda que “já tomou as devidas diligências, por forma a terminar com esta publicidade enganosa e utilização abusiva do nome do Pingo Doce, o quanto antes”.

A Plataforma Basta agradece o esclarecimento e tomada de posição da empresa, bem como a todos os cidadãos que manifestaram a sua indignação e pedidos de esclarecimento junto da empresa.

Publicamos na íntegra a resposta que recebemos hoje do Pingo Doce.

Estimado(a) Cliente,

Desde já agradecemos o seu contacto o qual foi objecto da nossa melhor atenção.

É nosso objectivo prestar um serviço de excelência aos nossos clientes, seja pelo atendimento, seja pela qualidade dos produtos que comercializamos. Como tal, informamos que o departamento responsável avaliou a questão que nos colocou, e esclarece que o Pingo Doce não está a efectuar a venda de bilhetes para a tourada em Vila Franca de Xira e não está associado, directa ou indirectamente, ao evento em causa.

A publicidade sobre a venda destes bilhetes está a ser feita por terceiros, para benefício dos próprios, não havendo qualquer autorização por parte do Pingo Doce para esse efeito, sendo indevida a associação do nome desta empresa na referida publicidade.

O Pingo Doce informa ainda que já tomou as devidas diligências, por forma a terminar com esta publicidade enganosa e utilização abusiva do nome do Pingo Doce, o quanto antes.

Agradecemos o seu alerta, pois trabalhamos diariamente para que todos os nossos clientes continuem connosco, e satisfeitos com os nossos produtos e serviços.

Com os melhores cumprimentos, continuaremos ao seu dispor para qualquer esclarecimento adicional através da nossa Linha Cliente 808 20 45 45 ou 210 11 44 11, disponível 24 horas.
Atentamente,
Serviço de Apoio ao Cliente Pingo Doce

 

Share Button

“Minipreço” não patrocina mais touradas

Share Button
Minipreço_touradas_antitouradas
foto: www.minipreco.pt

O Departamento de Comunicação do “Minipreço”, cadeia de supermercados do “Grupo Dia, Distribuidora Internacional de Alimentação”, informou a plataforma cívica “Basta” que a sua imagem foi utilizada indevidamente como alegado patrocinador de um evento tauromáquico em Bencatel (Distrito de Évora). A empresa acrescenta que “o Minipreço não se associa a questões que envolvam a violação dos Direitos dos Animais, mesmo que de tradição cultural, como a tourada. O caso que nos relatou foi devido a um patrocínio de franchising não tendo havido conhecimento nem autorização central do mesmo. Gostaríamos, no entanto, de informar que devido ao seu contacto, já efectuámos todas as diligências para que nenhum tipo de patrocínio volte a suceder, sendo claro que o Minipreço não se associa a nenhum evento que implique a violação de quaisquer tipo de Direitos.”.

A plataforma cívica “Basta” congratula-se com o esclarecimento prestado pela empresa depois das dúvidas em relação ao alegado apoio da marca “Minipreço” a eventos que implicam a lide e maltrato de animais com a agravante de, neste caso específico, incluírem a participação de alguns menores.

Esta tomada de posição do “Minipreço” surge poucos dias após a multinacional “Heineken” também ter informado do uso abusivo da marca na publicidade a uma tourada em Espanha: “A Heineken não apoia este evento nem apoiamos nenhum outro relacionado com as touradas”, referiu a empresa em comunicado.

Já em 2012, o Grupo Bosch anunciou que “jamais apoiará touradas” após ser informado pela “Basta.” que o seu logotipo estava a ser utilizado na publicidade às touradas na cidade de Albufeira.

minipreco bencatel_596

Share Button
Touradas: a favor ou contra?

Notícias Magazine - 6 days ago
«Nos quatro anos em que o touro está a ser...

Espanhol Iván Fandiño morre em tourada

Istoe - 1 week ago
A Espanha realiza anualmente cerca de 1.800...

Após toureiro espanhol ser chifrado até a morte, 80% do público quer que touradas sejam proibidas

Yahoo Noticias Brasil - 3 days ago
A maioria dos britânicos quer o fim das touradas...

Raging bull takes revenge on man distracted by filming on his iPad by violently tossing him into the air

Mirror.co.uk - 2 weeks ago
Eventually the rope can be seen getting tighter...

News via Google. See more news matching 'touradas'